Cuba

Sempre digo que vou postar sobre minha viagem de Cuba e hoje finalmente vou cumprir minha palavra!

CUBA nao manipuladas 051

CUBA nao manipuladas 047

Cuba foi a primeira viagem internacional que eu fiz sem meus pais e foi uma experiência incrível. É muito engraçado ver as fotos hoje, que eu já tenho mais experiência em viagens, e constatar que eu levei o triplo de roupas necessárias (mil roupas diferentes nas fotos! nas das viagens da Europa parecia que eu só tinha uma, hehe).

Eu, Manu, Marcela, Rodrigo e Bruno decidimos fazer essa viagem com pouquíssimos meses de antecedência (fomos na virda do ano e passamos uns 20 dias!) e eu não tinha um tostão furado na minha conta de universitária, mas eu queria tanto, mas tanto, ir também que eu peguei um empréstimo.

CUBA nao manipuladas 094

Falando a verdade, eu tenho zero de arrependimentos em relação a isso. Foi o propósito mais nobre do mundo e valeu muito a pena. Essa viagem foi inesquecível (lá eu provei lagosta, hablei espanhol, vi um jogo de basebol inteiiiiiro, aprendi um trilhão sobre a história de Cuba, fotografei como nunca tinha fotografado e bebi no mesmo bar que o Hemingway bebia e pisei no mesmo chão que o Che :).

DSCF1188

DSCF1187

(Nossa turma em um restaurante no centro histórico de Havana)

Nosso plano era conhecer boa parte de Cuba: começamos a viagem em Havana, passamos por Santa Clara – onde fica o mausoléu do Che -, Trinidad, fomos atééé Santiago de Cuba (do outro lado da ilha que não é pequena como achávamos) e terminamos em Varadero para pegar uma praia.

Optamos por não ficar em hotel e sim na casa de cubanos. O namorado de uma amiga minha já tinha estudado cinema em Cuba e nos passou o contato da casa onde ele ficou por lá. Nós ligamos e reservamos nossa habitación em Havana. As reservas para os outros lugares ficaram por conta das pessoas que nos hospedavam – eles ligavam para um conhecido na outra cidade e combinavam tudo para a gente.

A trilha sonora dessa viagem, além de Hasta Siempre – a primeira música que ouvimos ser cantada por uma bandinha de rua (das milhões que existem em Cuba), tomando mojitos no Hotel Nacional – foram canções do Roberto Carlos em espanhol. Eu nunca vi um povo tão fã de Roberto Carlos.

Bem, vamos às fotos (que são tão diferentes das que eu faço hoje – e só se passaram três anos desde então)! Eu vou comentando qualquer coisa que eu lembrar.

DSCF0321

Nossa viagem começou com um jantar de ano novo! Foi a virada de 2010 para 2011 e nós comemoramos no La Floridita (céus, não lembro agora se foi lá, mas quase certeza!), que é um dos lugares que o Hemingway mais frequentava em Havana – era um lugar que inspirava tradição, como tudo em Cuba.

DSCF0281

Bucanero foi a cerveja que mais bebemos por lá. Tinha uma outra, mais levinha, que eu esqueci o nome, mas essa está registrada em foto, então não tem muito como esquecer :)

CUBA nao manipuladas 022

CUBA nao manipuladas 052

Esse trio de senhores foi o que cantou Hasta Siempre no Hotel Nacional. Nós não nos hospedamos lá, mas a visita é imperdível. O prédio é lindo e o mojito de lá foi o melhor que tomamos em Cuba.

DSCF1331-2

Em um determinado momento da viagem, já tínhamos ouvido tantas bandinhas de rua que já podíamos formar a nossa, hehe. Essa foto da gente fingindo que tocava os instrumentos mais usados por lá (não me peçam para nomear, please. Só saberia o chocalho.) foi tirada no Café Paris, nossa segunda casa em Havana.

Outro lugar que fomos à noite e é super famoso por lá é o La Bodeguita del Medio, lugar onde, segundo Hemingway, há o melhor mojito de Havana.

DSCF1315

DSCF1302

Bem, um pouco da minha impressão da cidade:

CUBA nao manipuladas 002

Para mim, o que define Havana (ou Cuba como um todo) é um contraste delicioso – poético, na verdade – do que foi e do que é. Tudo lá é velho, mas tudo é a realidade presente. Não é como um centro histórico, que é um lugar preservado para que a gente viva um pouco do passado. É o passado que nunca passou, continua ali até hoje. Isso dá um ar de decadência, mas também um ar de tradição muito diferente. É um lugar completamente diferente de tudo que eu já vi.

CUBA nao manipuladas 003

CUBA nao manipuladas 029

CUBA nao manipuladas 085

CUBA nao manipuladas 078

CUBA nao manipuladas 087

CUBA nao manipuladas 007

O Malecón de Havana, a orla, é uma delícia e é uma das minhas partes favoritas de lá. Não tem praia, é um grande muro (onde as pessoas deitam, sentam, batem um papo, passam as horas) onde bate o mar. Um dia eu quero voltar para lá só para passar uma tarde inteira deitada nesse muro ouvindo o barulho das ondas.

CUBA nao manipuladas 011

CUBA nao manipuladas 024

CUBA nao manipuladas 059

CUBA nao manipuladas 057

(Eu amo essa foto. Para mim, ela resume o clima de Cuba.)

CUBA nao manipuladas 017

Uma coisa muito diferente de Cuba é a quantidade de propaganda do governo e da Revolução que vemos pela rua. Eu, que era muito fã de Che Guevara e da revolução cubana nos meus 15 anos (e devo dizer que o encanto não passou, só sofreu um pequeno choque de realidade), achei tudo muito lindo. A estética das propagandas estava totalmente de acordo com a década na qual tudo parece ter parado, por volta dos anos 50.

CUBA nao manipuladas 018

CUBA nao manipuladas 073

CUBA nao manipuladas 045

CUBA nao manipuladas 169

CUBA nao manipuladas 170

Cuba também tem um museu sobre a Revolução por esquina. Vale muito a pena visitar um ou dois, mas jamais todos (chega uma hora que todos falam a mesma coisa).

CUBA nao manipuladas 027

CUBA nao manipuladas 028

A comida em Cuba não me agradou muito. A única coisa que eu realmente curti foi provar lagosta (e depois comer isso exaustivamente durante a viagem). Por outro lado, o que mais tem são restaurantezinhos lindos e agradáveis com um preço amigo.

CUBA nao manipuladas 098

DSCF1283

Essa escadinha à beira mar é de um restaurante que nos indicaram de frutos do mar. A vista de lá era linda.

CUBA nao manipuladas 091

DSCF1236

Essas duas fotos foram tiradas pela Marcelita emuma praça linda no centro histórico de Havana. Lá é um lugar verdadeiramente encantador. Você vai andando pelas ruas e encontra sebos, gente tocando música, prediozinhos coloridos… Vimos até uma cartomante! Foi por lá, acho, que visitamos o museu do rum e onde eu comprei vááárias garrafas para trazer para o Brasil. Aliás, lá provamos muitos drinks deliciosos feitos com rum. Meus favoritos são um que envolvia suco de laranja e rum e outro que era limonada, mel e rum!

CUBA nao manipuladas 187

O basebol em Cuba é que nem o futebol no Brasil. Nós fomos assistir um jogo e eu dormi, de tão longo. Mas até o momento em que eu dormi, adorei a experiência! Comprei até um boné dos Industriales, o time local :)

CUBA nao manipuladas 196

CUBA nao manipuladas 198

CUBA nao manipuladas 201

Depois de Havana, se não me engano, fomos para Santa Clara. Eu acho que estava tão emocionada pelo mausoléu do Che e de vário outros guerrilheiros (e lá também era um museu) que não tirei nenhuma foto que prestasse muito. Eu acho que a cidade vale a visita, é onde eu mais senti mesmo o que foi a Revolução para eles, qual foi o sentido daquilo tudo.

CUBA nao manipuladas 104

Saindo de lá, fomos para Trinidad, patrimônio da Unesco. Lá é uma cidade bem menos, mais pacata. Uma das coisas que eu mais amei fazer por lá foi simplesmente sentar na pracinha e tomar um drink. A noite de lá também foi a que eu mais gostei. Fomos para uma praça onde estavam tocando salsa (acho) e algumas pessoas estavam dançando, outras só ficavam sentadas em uma escadaria curtindo o som e movimento (o meu caso).

CUBA nao manipuladas 106

CUBA nao manipuladas 114

CUBA nao manipuladas 116

CUBA nao manipuladas 121

CUBA nao manipuladas 127

CUBA nao manipuladas 128

CUBA nao manipuladas 129

CUBA nao manipuladas 130

CUBA nao manipuladas 131

CUBA nao manipuladas 133

CUBA nao manipuladas 135

CUBA nao manipuladas 140

CUBA nao manipuladas 143

Trinidad também tem passeios para cachoeiras e praias. Eu fui em uma trilha que dava em uma cachoeira linda, mas não entrei, porque estava gelaaaaada além do aceitável.

CUBA nao manipuladas 149

CUBA nao manipuladas 150

CUBA nao manipuladas 151

CUBA nao manipuladas 153

Essa foto foi tirada na tal praça onde fomos à noite. Não dá para ver muita coisa, mas esse fundo colorido e iluminado é bem o que era mesmo.

Depois de Trinidad, fomos a Santiago de Cuba. Eu não tenho muuuitas fotos de lá porque não amei a cidade. Mas lá foi onde fomos a uma casa de salsa, experiência obrigatória para quem vai a Cuba!

CUBA nao manipuladas 166

CUBA nao manipuladas 164

CUBA nao manipuladas 159

Nossa última parada antes de voltarmos para Havana para pegar nosso vôo foi Varadero. Fizemos reserva em um daqueles resorts all inclusive e foi a melhor ideia do mundo. Àquela altura, estávamos todos exaustos e sonhando muito com camas lindas e confortáveis. Só pegamos um dia de sol por lá, mas o hotel era tão bom que até os dias de chuva foram gostosos.

CUBA nao manipuladas 167

A sensação que eu tenho escrevendo esse post é que não importa o tanto que eu falar, sempre vai faltar alguma coisa.

Até agora não tinha nem falado que fomos ao cinema em Havana e vimos um filme do qual eu não entendi absolutamente nada (hahaha, ah, meu espanhol – temos um caso de amor desde esssa época), que fomos a uma boate que era em uma caverna (e enquanto eu dançava salsa com o Rodrigo eu não parava muito de pensar em como aquelas estalactites não caíam nas nossas cabeças com a música alta), que tomamos baldes d’água na cabeça andando pela rua no ano novo (aparentemente é um costume deles, jogar baldes d’água na cabeça dos passantes).

O bom dessas viagens é que não interessa quanto tempo passe, a gente vai sempre lembrar desses casos e detalhes e ter história para contar. Acho que eu não poderia ter tido uma estreia no mundo das viagens melhor e nem sei a quem agradecer! Acho que às pessoas que fizeram tudo isso ser lindo como foi e ao universo, que colocou elas no meu caminho :)

p.s.: Algumas fotos desse post são da Marcelita (normalmente, as que eu apareço!). Gracias, Marcelita!

 

Anúncios

4 thoughts on “Cuba

  1. Menina, amei muito esse post. Eu e meu namorado estamos planejando uma viagem internacional e cuba está no topo da lista. Na verdade, pensamos até em fazer uma oficina de férias lá na EITV (estudamos cinema aqui), mas o preço é bem puxado. Acho que vamos acabar indo a passeio mesmo.
    Mas fiquei babando aqui, viu? Vou salvar seu post pra eu não perder as dicas, haha!
    Amei de paixão mesmo!
    :*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s