her

Eu estava adiando escrever esse post porque acho que realmente não vou conseguir passar o quanto eu amei Her.

1964812_10201566557062606_1512693823_n

Eu e o Spike Jonze nos comunicamos muito bem, sabe. As duas últimas coisas que vi dele antes de Her foram Onde vivem os monstros e o curta Scenes from the suburbs e achei os dois muito lindos e comoventes, então estava com aaaaltas expectativas (mesmo as críticas não sendo incríveis e as pessoas falando que espervam mais).

Domingo passado eu finalmente fui no cinema matar minha curiosidade e não tenho palavras para dizer o quanto esse filme é sensível, lindo, perfeito, o quanto ele comunica de uma forma tão simples (e linda – amei as cores, amei a luz, amei a trilha sonora).

O texto que a Luiza sugeriu, da Alice Sant’Anna, fala perfeitamente de uma coisa que para mim foi central no filme: o papel da palavra (e da comunicação). Relacionamentos (e amores) são comunicação do início ao fim (que é, no caso, quando a comunicação perde a potência, a sintonia) e por isso é possível ele se apaixonar por um OS (super, super, super inteligente e incrível).

Mas o que mais mexeu comigo foi tudo o que é dito sobre o amor – que no fim de um amor a impressão que temos é que nunca mais vamos sentir nada com tanta intensidade, que amores duram para sempre, que now we know how. O filme é heart-breaking, mas com uma leveza que mal dá para acreditar.

Enfim, deixo para vocês um documentário(zinho) que meu amigo Rodrigo me passou e que eu vi antes de ver o filme (e que me deu mais certeza ainda de que eu ia me acabar assistindo). Se vocês viram o filme (ou não), assistir isso é aqui é obrigatório!

*Não acreditei quando descobri que a Amy Adams tem 40 anos. Pra mim ela tinha muito menos!

**A música The moon song, escrita pelo Spike, cantado no filme pela Scarlett e fora do filme pela Karen O (vocalista do Yeah Yeah Yeahs) is the sweetest thing.

***Queria um videogame igual ao dele, com um bonequinho carente, marrento e fofinho. hahaha Ri tanto daquilo!

Anúncios

4 thoughts on “her

  1. Tão tão bom ler em algum lugar um monte de coisas que a gente pensa ♥

    O filme é assim mesmo, sensível, sutil, com cores lindas, com músicas lindas *-*

    Se um dia ‘os detalhes’ tiver carteirinha serei a primeira a virar associada!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s