Within you, without you

And then there was George, the youngest of the four and the most elusive, who always seemed to be hiding something (anger? amusement?) behind those intense, heavy-browed eyes.

Se fosse para apontar um cara do rock como meu preferido, seria o George. Ele sempre foi meu top Beatle, o que eu acho mais gatinho, e o que fez o disco mais lindo na carreira solo (me arrependi amargamente de não ter discretamente roubado o All things must pass do meu ex). Por isso eu estou louca para ver o Living in the material world, o filme do Scorsese sobre o George ♥

E ler essa matéria (fonte da citação lá em cima) me deu mais vontade ainda!

   

People say I’m the Beatle who changed the most, but, really, that’s what I see life is about. You have to change.

*Ah, Georgie, always so inspiring*

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s